Cabo Verde recebe mais 31.200 doses de vacina oferta da França

No âmbito da iniciativa COVAX, Cabo Verde recebeu esta sexta-feira, 04 de junho, 31.200 doses de vacinas da Astrazeneca-oxford, resultado de uma parceria entre o Governo de Cabo Verde, com a CEPI (Coalizão para Inovação na Preparação para Epidemias), a GAVI (Aliança Global das Vacinas) e a OMS (Organização Mundial da Saúde), em aliança com a UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), o Banco Mundial e parceiros.

As vacinas chegaram esta manhã ao aeroporto internacional Nelson Mandela e foram recebidas pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Regional, Doutor, Rui Alberto de Figueiredo Soares e pelo Ministro da Saúde, Dr. Arlindo do Rosário. Também, estiveram presentes no ato de entrega desta importante doação, organismos internacionais nomeadamente: as Embaixadas da França, do Sistema das Nações Unidas, da União Europeia, do Luxemburgo, de Portugal e Representações da OMS e da UNICEF.

De acordo com o Governo, estas doses estão incluídas no mecanismo dinamizado pela OMS, para garantir um acesso equitativo global às vacinas, foram “doadas pelo Governo francês” e vão permitir dar continuidade ao plano de vacinação em Cabo Verde, face à meta de imunizar 70% da população cabo-verdiana até ao final do ano.

De salientar que o país recebeu no mês de maio 24.000 doses de vacina da AstraZeneca doadas por Portugal e 5.850 da Pfizer para fazer frente a pandemia da covid-19, no âmbito do mecanismo Covax, iniciativa fundada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que visa garantir uma vacinação equitativa contra o novo coronavírus.

Cabo Verde, espera receber pelo menos 181.200 doses de vacinas contra a covid-19 durante o mês de junho, incluindo mais 100 mil doses também da Astrazeneca doadas pelo Governo Húngaro, que chegam no dia 08 de junho, tal como as aguardadas no âmbito da iniciativa Covax, às quais se soma uma doação de 50 mil doses da vacina da Sinovac doadas pela China.

Recorde-se que o Governo estabeleceu, além dos profissionais de saúde, polícias, militares, bombeiros, doentes crónicos e idosos, também os professores e trabalhadores do setor do turismo e das fronteiras como grupos prioritários para a vacinação contra a pandemia da covid-19.

Fonte: Governo de Cabo Verde

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados