Cabo Verde recebeu, 12 de março, as primeiras 24 mil doses da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca. O início da vacinação está previsto para o dia 19 de março.

As 24 mil doses da vacina da Farmaceutica AstraZeneca, chegaram esta madrugada ao arquipélago e foi testemunhado pelo Primeiro-ministro de Cabo Verde e os vários parceiros do mecanismo internacional COVAX.

 “É um dia histórico para Cabo Verde. É uma grande satisfação termos as vacinas, os primeiros lotes já aqui em Cabo Verde, na cidade da Praia”, esta afirmação é do Primeiro Ministro da Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, ao presenciar o acto oficial da chegada das vacinas ao aeroporto Internacional Nelson Mandela, num voo da TAP, esta madrugada.

São 24 mil doses da AstraZeneca, que chega ao país através da iniciativa da COVAX, cujo objetivo é garantir que todos os países tenham acesso as vacinas contra a covid-19.

Segundo o chefe do Governo brevemente irão chegar mais 80 mil doses de vacina da mesma farmacêutica e já no dia 15 de março chegam mais 5.850 doses da Pfizer, também ao abrigo do mesmo mecanismo internacional.

Ulisses Correia e Silva afirmou que o governo está empenhado em vacinar mais de 70% da população até o final do ano de 2021, para se poder garantir a imunidade de grupo a nível da população cabo-verdiana.

Em relação a questão da suspensão por parte de alguns países europeus a administração da vacina da AstraZeneca, o primeiro-ministro disse que Cabo Verde está a seguir as recomendações da OMS.

“Estamos a seguir aquilo que são as normas gerais recomendadas pela OMS e não há nenhuma contraindicação relativamente ao uso da vacina da AstraZeneca”, afirmou.

Ulisses coreia silva anunciou também que a vacinação irá arrancar em todas as ilhas, no dia 19 de março, sendo que o primeiro grupo a ser priorizado serão os profissionais de saúde.

De recordar que outros grupos prioritários já foram identificados no plano nacional de introdução e vacinação contra a covid-19 em Cabo Verde, nomeadamente as pessoas com doenças crónicas, idosos com mais de 60 anos, professores e profissionais que dão apoio nas escolas, profissionais hoteleiros e ligados ao turismo, Profissionais dos porto e aeroportos, polícias, militares, bombeiros e profissionais da proteção civil.

O Primeiro-ministro alertou também à população para não relaxarem no cumprimento das medidas, por causa da chegada das vacinas.

“É preciso continuar a cumprir as medidas de proteção, relativamente ao uso de máscaras, higienização e distanciamento, para podermos fazer um bom combate. A vacina é uma das componentes deste combate”, alertou.

De recordar que o primeiro caso da covid-19 surgiu em Cabo verde a 19 de março e no dia em que se completa um ano do disgnóstico deste primeiro caso, o país vai iniciar a vacinação em todo o país.

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados