Conferência de imprensa diária sobre COVID19 de 15 de junho de 2020.

Cabo Verde regista o seu sétimo óbito pela COVID19

A informação foi avançada pelo Diretor Nacional da Saúde, Artur Correia, na habitual conferência de imprensa sobre a evolução da COVID19 no país, realizada hoje juntamente com o Diretor do Gabinete dos Assuntos Farmacêuticos, Bruno Santos.

Trata-se de um individuo de sexo masculino, de 41 anos, natural de São Domingos, que sofria de outras doenças, o que contribuiu para o agravamento do seu quadro clínico e consequentemente o seu falecimento. O Diretor Nacional da Saúde aproveitou a ocasião, como habitual e endereçou as condolências à família, em nome do Ministério da Saúde e da Segurança Social. 

Em seguida atualizou os dados sobre a covid19 no país, traçando um panorama geral do enfrentamento da pandemia.

Amostras analisadas: 151, nas últimas 24horas.

Casos positivos: 9 sendo 5 na Praia, 1 em São Domingos, 2 em Santa Cruz e 1 em Santa Catarina de Santiago.

Recuperados: 361 correspondente a 48% do total dos casos registados até o momento, sendo 299 na Praia, 53 na Boa Vista, 3 em São Vicente, 2 no Tarrafal de Santiago e 4 em Santa Cruz.

Casos suspeitos: 9 sendo 3 na ilha do Sal, 2 em Santa Catarina, 2 no Tarrafal, 1 em São Lourenço dos Órgãos e 1 em São Vicente.

Pessoas internadas: 390, sendo 246 na Praia, 64 em Santa Cruz, 65 no Sal, 7 em São Vicente, 3 em Santa Catarina, 1 na Boa Vista, 4 em Ribeira Grande de Santo Antão.

Pessoas em quarentena: 1653, sendo 393 na Praia, 387 em Santa Cruz, 360 no Sal, 333 em São Vicente, 44 em São Nicolau, 34 na ilha do Maio, 34 em Porto Novo, 24 em Santa Catarina, 17 em São Domingos, 12 em Ribeira Grande de Santo Antão, 10 em São Filipe, 3 em São Lourenço dos Órgãos e 2 no Tarrafal.

Testes realizados: 21 mil testes.

 Resumidamente o país contabiliza, até o momento, um total de 759 casos acumulados de covid19 e 7 óbitos.

O Diretor Nacional da Saúde sublinhou ainda que as ilhas de Fogo, Brava e Maio continuam sem registos de casos da COVID19 e a ilha da Boa Vista está sob controle da doença, não tendo registado nenhum caso autóctone há várias semanas. Relativamente às ilhas de São Vicente, São Nicolau e Santo Antão, os casos registados, neste momento, foram importados da ilha do Sal.

Segundo avançou, o desafio maior encontra-se na ilha de Santiago, com foco principal no Concelho da Praia, que diariamente tem registado novos casos. Entretanto, considera que o concelho tem apresentado resultados satisfatórios em relação aos doentes recuperados, uma vez que a taxa destes supera a de doentes ativos.

Artur Correia exortou a população a continuar a cumprir com todas as medidas de prevenção nomeadamente, o distanciamento social, lavagem frequente das mãos, desinfeção das superfícies, uso de máscaras, entre outras, para que se possa evitar picos que poderão ser insuportáveis para o Serviço Nacional de Saúde e pôr em causa o normal funcionamento das estruturas de saúde.

Siga a conferência na íntegra neste link: https://www.facebook.com/ministeriodasaude.cv/videos/3245731955478701/

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados