Conferência de imprensa sobre a COVID-19, de 07 de agosto de 2020

A conferência de imprensa, desta sexta-feira, sobre a evolução epidemiológica diária da COVID-19 no país, foi dirigida pelo Diretor do Serviço de Controlo e Prevenção de Doenças Prioritárias, Jorge Noel Barreto.

Até às 15 horas deste dia, os resultados das amostras analisadas foram os seguintes:

Amostras analisadas: 311, a nível nacional.

Casos positivos: 48, sendo 38 na Praia, 4 no Tarrafal de Santiago, 2 na Ilha do Sal, 1 em Santa Catarina, 1 em Santa Cruz, 1 em São Domingos e 1 na Ilha de São Vicente.

Doentes ativos: 709, sendo o Concelho da Praia com 77% dos casos.

Casos recuperados: mais 32 pessoas receberam alta, nesta sexta-feira, dos quais 16 na Praia, 9 em Santa Cruz e 7 na Ilha do Sal. Ao todo, contabiliza-se um total de 2042 casos acumulados de recuperados no país, até o momento.

Casos suspeitos: 11, sendo, 3 em Santa Catarina, 2 na Praia, 2 em São Miguel, 1 em Ribeira Grande de Santiago, 1 em Santa Cruz, 1 em São Lourenço dos Órgãos e 1 na Ilha do Maio.

Pessoas em quarentena: 571.

Resumidamente, o país contabiliza, até o momento, um total de 2782 casos acumulados da COVID-19, dos quais 2042 recuperados, equivalente a uma taxa de 73,4%, e 30 óbitos, correspondente uma taxa de letalidade de 1%.

Desse total de casos acumulados da COVID-19, o destaque vai para o Concelho da Praia, com um registo de 58,5% dos casos, seguido da ilha do Sal com 17,7%, Santa Cruz com 8,3% e Santa Catarina com 4,4%.

O Diretor do Serviço de Controlo e Prevenção de Doenças Prioritárias informou que, nesta sexta-feira, registou-se mais 3 óbitos associados à COVID-19 no país, sendo 2 na Praia e 1 em São Salvador do Mundo. Especificou que a vítima do Concelho de São Salvador do Mundo tinha 87 anos e se encontrava internada no Hospital Regional Santa Rita Vieira com vários problemas de saúde. Quanto às duas vítimas do Concelho da Praia, revelou que uma tinha 59 anos e a outra 57 anos, e que ambas tinham também outros problemas de saúde e estavam em estado crítico.

Na mesma ocasião, Barreto endereçou sentidas condolências aos familiares das vítimas, em nome do Ministério da Saúde e da Segurança Social.

Com relação aos novos critérios de alta hospitalar para pessoas com COVID-19, que tem gerado alguns questionamentos, Jorge Noel Barreto esclareceu que estudos levados a cabo pela Organização Mundial da Saúde (OMS) evidenciaram que a fase mais crítica da infeção do vírus, é nos 5 a 6 primeiros dias, e que a partir desse período a capacidade de infeção do vírus tende a reduzir.

“Por isso é que se fala em 10 dias, que seria o dobro do período em que esse vírus tem a capacidade de infetar, para dar uma margem de segurança onde à partida esse vírus não teria mais a capacidade para infetar outras pessoas”, elucidou. Entretanto, chama atenção de que essa orientação da OMS, é concernente apenas à alta hospitalar.

No que se refere às novas medidas anunciadas pelo Ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, sobre a prorrogação do estado de calamidade nas Ilhas de Santiago e Sal, o Diretor do Serviço de Controlo e Prevenção de Doenças Prioritárias salientou que, “de forma agrupada”, estas medidas poderão contribuir de alguma forma para a contenção da situação que se vive, neste momento, na ilha de Santiago, sobretudo no Concelho da Praia.

“O que temos que realçar, aqui, é que o comportamento das pessoas também tem o seu papel. Cada vez mais o distanciamento, a utilização correta das máscaras, a lavagem das mãos, a higienização ou desinfeção com o álcool. Pensamos que estas medidas, mais aquelas que acabaram de ser anunciadas pelo ministro, irão reduzir enormemente o risco de propagação e, assim, o número de casos poderá diminuir”, asseverou.

Antes de concluir o seu comunicado, Barreto deixou um apelo à população. “Fazemos apelo para que as pessoas cumpram as medidas, no sentido de termos um maior controle na ocorrência de casos”.

para mais informação segue o link: https://www.facebook.com/ministeriodasaude.cv/videos/226222788613020

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados