Conferência de imprensa sobre a COVID-19, de 26 de Agosto de 2020

Conferência de imprensa sobre COVID-19, de 26 de agosto de 2020

A atualização dos dados relativos à evolução epidemiológica no país, desta quarta-feira, foi feita pelo Diretor Nacional da Saúde, Artur Correia, na habitual conferência de imprensa.

Até às 15 horas deste dia, os resultados das amostras analisadas foram os seguintes:

Amostras analisadas: 340, a nível nacional.

Casos positivos: 62, sendo 34 na Praia, 6 nos Mosteiros, 5 na Ilha do Sal, 5 em São Domingos, 4 na Ilha da Boa Vista, 4 no Tarrafal de Santiago, 2 em Santa Cruz e 2 em São Filipe.

Doentes ativos: 877, sendo 759 em internamento institucional e 118 em internamento domiciliar.

Casos recuperados: mais 40 pessoas receberam alta, nesta quarta-feira, dos quais 25 na Praia, 7 na Ilha do Sal, 5 em Ribeira Grande de Santiago, 2 no Tarrafal de Santiago e 1 em São Domingos.

Resumidamente, o país contabiliza, até o momento, um total de 3630 casos acumulados da COVID-19, dos quais 2713 recuperados e 38 óbitos.

O Diretor Nacional da Saúde falou também da situação epidemiológica da Ilha do Fogo, mais precisamente, do Concelho de São Filipe que entrou, neste dia, para a estatística das localidades afetadas pela COVID-19, com o surgimento dos primeiros casos.

Entretanto, afiançou que o Ministro da Saúde e da Segurança Social, juntamente com uma equipa da Direção Nacional da Saúde, irá deslocar-se à referida ilha para se inteirar da situação, e que todas as medidas que se impõem ao aumento de vigilância sanitária e reforço do pessoal serão tomadas em tempo oportuno.

Ainda, com relação à Ilha do Fogo, Artur Correia informou que esta registou a sua primeira vítima mortal associada à COVID-19, no Concelho dos Mosteiros, e aproveitou a ocasião para, em nome do Ministério da Saúde e da Segurança Social, endereçar as condolências à família enlutada.

No que se refere ao número de doentes em internamento hospitalar, neste dia, fez saber que se encontram internadas um total de 20 pessoas, distribuídas em quatro hospitais, a nível nacional, sendo 8 no Hospital Agostinho Neto, dos quais 2 inspirando cuidados redobrados, 6 no Hospital Regional Santa Rita Vieira, 4 no Hospital Regional São Francisco de Assis e 2 no Hospital Baptista de Sousa, dos quais 1 carecendo também de cuidados redobrados.

Relativamente aos testes de diagnósticos realizados, anunciou que, até o momento, há um cumulativo de mais de 33 mil testes PCR e mais de 47.800 testes rápidos, a nível nacional, tendo congratulado com a posição de destaque que o país ocupa em termos de acesso aos testes, por cada 100 mil habitantes, em África.

Para responder à questão relativa ao número de profissionais de saúde que foram infetados peloNovo Coronavírus, a nível nacional, o Diretor Nacional da Saúde informou que, até o momento, há registo de um total acumulativo de 93 casos, com destaque para o Concelho da Praia com 70 casos, seguido da Ilha do Sal com 16, Santa Catarina com 4, Ribeira Grande de Santiago com 1, Santa Cruz com 1 e São Lourenço dos Órgãos com 1.

Artur Correia admitiu que é possível que a epidemia chegue a todos os cantos do país, porém que o desafio é controlar a sua evolução, de modo a retardar que ela se propague.

Antes de concluir o seu comunicado, Correia apelou a todos os cabo-verdianos a assumirem um compromisso, pessoal e familiar, em não sair de casa sem a máscara, evitar locais com aglomeração de pessoas, respeitar o distanciamento físico em espaços públicos, evitar contatos próximos, entre outros.

“Se todos cumprirem estas medidas, a COVID-19 vai reduzir drasticamente. Isso não depende dos profissionais de saúde, nem das medidas de políticas que são tomadas, mas depende grandemente da consciência das pessoas”, rematou.

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados