Conferência de imprensa sobre a COVID-19, de 29 de julho de 2020

O Diretor Nacional da Saúde, Artur Correia, acompanhado da Presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública, Maria da Luz Lima, dirigiu a conferência de imprensa, desta quarta-feira, sobre a evolução da COVID-19 no país.

Conforme anunciou, os resultados referentes às amostras analisadas, até às 15 horas deste dia, foram os seguintes:

Amostras analisadas: 361, a nível nacional.

Casos positivos: 19, sendo 14 na Praia, 4 em Santa Cruz e 1 em Ribeira Grande de Santiago.

Casos ativos: 654, dos quais 175 em isolamento domiciliar.

Casos recuperados: registou-se, nesta quarta-feira, mais 78 pessoas recuperadas, sendo 41 na Ilha do Sal, 23 na Praia, 7 em São Miguel, 2 em Santa Catarina, 2 em Ribeira Brava, 1 em São Salvador do Mundo, 1 em Santa Cruz e 1 na Ilha de São Vicente.

Casos suspeitos: 9.

Resumidamente, o país contabiliza, até o momento, um total de 2373 casos acumulados de COVID-19, distribuídos em 15 concelhos, dos quais 1694 recuperados e 23 óbitos.

O Diretor Nacional da Saúde iniciou a sua comunicação noticiando que o país registou mais uma morte associada à COVID-19, nesta quarta-feira, e que a vítima se trata de um individuo de sexo masculino, de 64 anos de idade e que se encontrava hospitalizado no Hospital Agostinho Neto. Aproveitou ainda para, em nome do Ministério da Saúde e da Segurança Social, endereçar as sentidas condolências à família enlutada.

No que se refere ao internamento hospitalar, Correia informou que neste momento o país contabiliza 15 doentes internados, sendo 7 no Hospital Agostinho Neto, entre os quais um sob cuidados redobrados, 7 no Hospital Regional Santa Rita Vieira e 1 no Hospital Regional Ramiro Figueira. Ainda notificou que dois dos doentes que se encontram internados, no Hospital Agostinho Neto, são grávidas.

Em relação ao número de testes de diagnóstico realizado no país, até o momento, anunciou que foram efetuados um total de 40.499 testes rápidos e cerca de 5000 a 6000 testes PCR.

Questionada sobre a operacionalização do Laboratório de Virologia da Ilha do Sal, que neste momento encontra-se em manutenção, a Presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública assegurou que até o final desta semana a situação poderá estar normalizada.  

Relativamente à aquisição da vacina contra a COVID-19, o Diretor Nacional da Saúde desse que Cabo Verde não ficará de fora, apesar da longa fila de demanda.

“Há promessas de vacina e os grandes países mais ricos já estão a correr atrás. Nós somos um pequeno país, aqui no atlântico, de 567.000 habitantes. Não poderíamos competir com os grandes países que estão nessa fila enorme de acesso às vacinas, mas estamos convencidos que não ficaremos para trás”, afiançou.

Para mais detalhes assinta a vídeo conferencia: https://www.facebook.com/ministeriodasaude.cv/videos/3223808824324528

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados