Conferência de imprensa sobre COVID-19, de 19 de agosto de 2020

O Diretor Nacional da Saúde, Artur Correia, dirigiu a conferência de imprensa, desta quarta-feira, dando conta dos dados atualizados relativos à evolução epidemiológica da COVID-19 no país.

Até às 15 horas deste dia, as amostras analisadas revelaram os seguintes resultados:

Amostras analisadas: 408, a nível nacional.

Casos positivos: 68, sendo 49 na Praia (dos quais 25 na Cadeia Central de São Martinho), 10 na Ilha do Sal, 5 no Tarrafal de Santiago, 2 em Santa Cruz e 2 em Santa Catarina.

Doentes ativos: 841.

Casos recuperados: mais 52 pessoas receberam alta, nesta quarta-feira, somando um total de 2442 casos acumulados de recuperados.

Resumidamente, o país contabiliza, até o momento, um total de 3321 casos acumulados da COVID-19, dos quais 2442 recuperados e 36 óbitos.

Com relação ao número de testes realizados, a nível nacional, Correia informou que dados atualizados, até o momento, apontam que já foram realizados um total de 45.778 testes rápido e cerca de 30.000 testes PCR, e que esse número coloca Cabo Verde na segunda posição entre os países que mais realizaram testes, por 1 milhão de habitantes, a nível do continente africano, e na quadragésima oitava posição a nível mundial.

No que se refere ao internamento hospitalar, anunciou que, neste dia, há registos de 8 pessoas internadas no Hospital Agostinho Neto, dos quais 1 em estado grave e o outro sob cuidados especiais, e 1 no Hospital Regional Santa Rita Vieira.

Quanto ao estado de saúde do adolescente de 15 anos, internado no Hospital Agostinho Neto, Correia informou que este apresenta um quadro clínico estável, que já está recuperado da COVID-19 e que, neste momento, já saiu do isolamento, porém encontra-se internado a seguir o tratamento de outras patologias nos serviços de urgência do referido hospital.

Ainda relativamente a este caso, revelou que a Direção Nacional da Saúde tem em curso um inquérito, no sentido de apurar a veracidade da denúncia feita pela mãe do adolescente.

No que tange ao número de reproduções (RT), desta quarta-feira, destacou os dados dos seguintes concelhos: 1,31 em Ribeira Grande de Santiago; 1, 27 no Sal; 1,07 em Santa Cruz e; 1,04 na Praia.

Correia afirmou que os principais focos de transmissão registados, nos últimos meses, ocorreram a nível domiciliar, a partir de contatos diretos com familiares, nos locais de trabalho e nos locais com aglomeração de pessoas, designadamente, os quarteis de polícia e a Cadeia Central da Praia, com 25 presos que testaram positivos nas últimas horas.  

Com relação aos casos positivos na Cadeia Central da Praia, o Diretor Nacional da Saúde disse que as cadeias representam um risco acrescido de transmissão da doença, sobretudo aquelas que têm a superlotação de presos. Entretanto, assegurou que, a nível nacional, todas as cadeias possuem um plano de contingência com medidas rigorosas. No que respeita aos presos que testaram positivos, afiançou que estão em alas separadas, de modo a evitar outras contaminações. Também informou que já foi feito o reforço de profissionais de saúde a nível desta cadeia.

Artur Correia aproveitou a ocasião para reforçar o apelo às pessoas no sentido de cumprirem as recomendações das autoridades sanitárias, especialmente aquelas que tiveram contato direto com pessoas infetadas e que aguardam pelos resultados dos testes de diagnóstico. 

Ainda na mesma senda, aconselhou as empresas e as instituições a manterem o teletrabalho “lá onde for possível”, durante este período, pelo menos na Cidade da Praia, no sentido de minimizar os riscos de contaminação nos locais de trabalho.  

Para mais informação siga o link: https://www.facebook.com/ministeriodasaude.cv/videos/300408924625835

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados