Conferência de imprensa sobre COVID19 – 22 de julho de 2020

A conferência de imprensa diária que dá conta da evolução epidemiológica da COVID-19 no país, desta quarta-feira, foi dirigida pelo Diretor do Serviço de Controlo e Prevenção de Doenças Prioritárias, Jorge Noel Barreto.

Conforme informou, os resultados obtidos das amostras analisadas, até às 15 horas deste dia, foram os seguintes:

Amostras analisadas: 381, a nível nacional.

Casos positivos: 47, sendo 37 na Praia, 8 na Ilha do Sal e 2 em Santa Cruz.

Casos ativos: 999, sendo 477 na Praia, 272 na Ilha do Sal, 93 em Santa Cruz, 72 em Santa Catarina, 32 em Ribeira Brava, 14 em São Miguel, 11 em Ribeira Grande de Santiago, 10 no Tarrafal de Santiago, 6 em São Salvador do Mundo, 5 em São Domingos, 2 na Ilha de São Vicente e 1 em São Lourenço dos Órgãos.

Casos recuperados: 32 registos neste dia, dos quais 13 na Praia, 9 em Santa Catarina, 8 na Ilha do Sal e 1 em Santa Cruz.

Somando esses dados, contabiliza-se um total de 1132 casos recuperados, a nível nacional, sendo 742 na Praia, 158 na Ilha do Sal, 95 em Santa Cruz, 54 na Ilha da Boa Vista, 37 em Santa Catarina, 11 em Ribeira Grande de Santiago, 10 na Ilha de São Vicente, 4 em São Miguel, 4 em São Salvador do Mundo, 4 no Tarrafal de Santiago, 4 em Ribeira Grande de Santo Antão, 4 em Ribeira Brava, 3 em São Domingos e 2 na Ilha do Maio.

Casos suspeitos: 9, sendo 4 em Santa Catarina, 3 em São Miguel, 1 no Tarrafal de Santiago e 1 em Ribeira Brava.

Pessoas em quarentena: 964, sendo 267 em Ribeira Brava, 149 na Ilha do Maio, 134 na Ilha do Sal, 100 em Santa Catarina, 70 em São Miguel, 68 em Santa Cruz, 43 em São Salvador do Mundo, 35 em São Domingos, 31 no Tarrafal de Santiago, 28 na Praia, 19 em Ribeira Grande de Santiago, 17 em Porto Novo, 6 em Ribeira Grande de Santo Antão, 2 em São Lourenço dos Órgãos e 1 na Ilha da Brava.

Resumidamente, o país contabiliza, até o momento, um total de 2154 casos acumulados da COVID-19, distribuídos em 15 concelhos, com destaque para Praia com 57,5%, Ilha do Sal com 20%, Santa Cruz com 8,7%, Santa Catarina com 5% e Ilha da Boa Vista com 2,6%. O país regista também uma taxa de 46,4% casos ativos, 52,5% casos recuperados e 1% no que se refere à letalidade.

O Diretor do Serviço de Controlo e Prevenção de Doenças Prioritárias fez a análise dos dados relativos às últimas quatro semanas epidemiológicas e informou que, a nível nacional, registou-se uma tendência decrescente de novos casos. Entretanto, sublinhou que, tendo em conta as amostras pendentes, que aguardam para ser analisadas, os dados tendem a sofrer alterações ao longo da semana.

Para mais informação sobre esta conferencia segue o link:  https://www.facebook.com/ministeriodasaude.cv/videos/317335929422645

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados