Conferência de imprensa sobre covid19 de 07 de julho de 2020

A conferência de imprensa sobre a evolução dos dados de covid19 no país feito pelo Diretor do Serviço de Prevenção e Controlo de Doenças Prioritárias, Jorge Noel Barreto acompanhado do Presidente da Proteção Civil, Reinaldo Rodrigues avançou as informações seguintes:

Amostras analisadas: 254.

Casos positivos: 36, sendo 12 na Praia, 8 em Santa Catarina de Santiago, 12 na Ilha do Sal e 4 em Santa Cruz.

Casos suspeitos: 13 nas últimas 24 horas, 8 no Tarrafal de Santiago, 2 em Santa Catarina de Santiago, 2 em São Miguel e 1 em Santa Cruz.

Recuperados: registou-se mais 3 novos casos recuperados nas últimas 24 horas, totalizando 726.

Casos ativos: 755 sendo 316 na Praia, 249 na ilha do Sal, 78 em Santa Cruz, 69 em Santa Catarina 13 em Ribeira Grande de Santo Antão, 9 em São Nicolau, 8 em São Salvador do Mundo, 3 em São Vicente, 3 em São Domingos, 2 em São Miguel, 2 na Ilha do Maio e 1 respectivamente para os concelhos de São Lourenço do Órgãos, R. Grande de Santiago e Boa Vista.

Nº de Óbitos: 1 nas últimas 24 horas totalizando 18 óbitos. Jorge Noel Barreto informou que o país registou mais um óbito por covid19 que deu entrada no Hospital Agostinho Neto em estado de cadáver e que tinha outros problemas de saúde. Disse que o falecido teria permanecido a sete dias com sintomas respiratórios, antes de procurar o hospital.

Pessoas em quarentena: 1785, com destaque para Santa Catarina com 711 e a ilha do Sal com 362, seguido de São Nicolau com 236 entre outros.

Resumidamente, o país regista, até o momento, um total de 1499 casos acumulados de COVID19 sendo que a Praia representa 60% dos casos, seguido da ilha do Sal com 18,2%, Santa Cruz com 9%, Santa Catarina de Santiago 4,6% e Boa Vista com 3,8%.

Até o momento o número de concelhos afetados são 15. A taxa de letalidade global está em 1,2% e a taxa de recuperados está em 48,4%.

Já o Presidente da Protecção Civil, Reinaldo Rodrigues disse que a partir de agora as autoridades vão iniciar o processo de fiscalização do cumprimento das medidas preventivas junto das empresas e instituições e a tolerância será zero, ou seja, para aqueles que não cumprirem serão encerados os estabelecimentos e instaurado processo entre outras medidas.

Para mais informação acesse o link: https://www.facebook.com/ministeriodasaude.cv/videos/1589625517864956

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados