Receção oficial das 100 mil doses da vacina da Astrazeneca ofeceridos pela Hungria

Na cerimónia oficial de receção das 100 mil doses da vacina da Astrazeneca contra a COVID-19 oferecido pela Hungria, que teve lugar na manhã desta terça-feira, 08 de julho, no Palácio do Governo, o ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, em gesto de agradecimento congratulou a Hungria pelo “engajamento e liderança que têm demonstrado no enfrentamento desta profunda crise sanitária, social e económica provocada pela pandemia pelo SARS-CoV-2”.

No entender do ministro este gesto de solidariedade para com o povo cabo-verdiano “é mais uma demonstração deste engajamento e liderança”, e isso numa conjuntura que o acesso às vacinas contra o sars-cov-2, que se tornou numa das ferramentas fundamentais para que o mundo retome a vivência e convivência normal.Com o registo da atual tendência decrescente de casos de COVID-19 no país, explicou Arlindo do Rosário esta doação será utilizada para acelerar o processo de vacinação e assim mitigar uma possível terceira vaga”.

“Aproveito esta oportunidade para informar, que desde que a campanha de vacinação contra a Covid-19 começou no nosso país, em março de 2021, 28881 pessoas já receberam a primeira dose de uma das vacinas contra a COVID-19 existentes no país. Concretamente até à data de 06 de junho, tínhamos um acumulado de 4165 profissionais e trabalhadores de saúde vacinados com a primeira dose, correspondendo a 97,5% do previsto. Destes, até hoje, mais de metade já receberam a segunda dose da vacina da Pfizer, passando a estar completamente vacinadas contra a COVID-19” afirmou o titular da pasta de saúde.

No âmbito do combate à esta pandemia, para finalizar a sua intervenção o ministro deixou o seguinte apelo para que toda a população continue a contribuir com a sua dedicação, sentido de responsabilidade e comportamentos que promovem a saúde na proteção destes que nos são essenciais e na proteção de todos.De realçar que o ministro dos Negócios Estrangeiros da Hungria, Péter Szijjártó, encontra-se no país para uma visita de trabalho, no âmbito das relações de cooperação entre Cabo Verde e a República da Hungria, que inclui encontros com vários responsáveis, entre eles o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, entre outros.

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados