Conferência de de imprensa diária sobre COVID19 de 17 de junho de 2020

A habitual conferência de imprensa sobre a atualização dos dados da COVID-19 no país, realizada esta quarta-feira, foi dirigida pelo Diretor Nacional da Saúde, Artur Correia.

Segundo as informações avançadas, até às 15 horas de hoje, os resultados verificados sobre a evolução epidemiológica, a nível nacional, foram os seguintes:

Amostras analisadas: 206 a nível nacional, dos quais 154 no Laboratório de Virologia da Praia e 52 no Laboratório de Virologia de São Vicente.

Casos positivos: 11, sendo 5 na Praia, 3 em Santa Cruz e 3 em Ribeira Grande de Santiago.

Doentes ativos: 498

Recuperados: 385 total, sendo que 24 foram nas últimas 24 horas, dos quais 17 são no concelho da Praia, 5 em São Vicente e 2 no Sal.

Casos suspeitos: 22, sendo 9 na Praia, 7 em Santa Catarina, 3 em Tarrafal de Santiago, 2 na ilha do Sal e 1 em Santa Cruz.

Pessoas internadas: 398, sendo 245 na Praia, 73 em Santa Cruz, 70 na ilha do Sal, 3 em Santa Catarina, 2 em São Vicente, 1 na ilha da Boa Vista e 4 em Ribeira Grande de Santo Antão.

Pessoas em quarentena: 1627,sendo 411 na ilha do Sal, 395 na ilha de São Vicente, 378 em Santa Cruz, 93 em Santa Catarina, 58 em São Domingos, 52 na Praia, 12 em Ribeira Grande de Santo Antão, 10 em São Filipe, 8 na ilha do Maio, 5 na ilha de São Nicolau, 4 no Tarrafal de Santiago, 3 em São Lourenço dos Órgãos, 3 em Porto Novo.

Resumidamente, o país regista, até o momento, um total de 791 casos acumulados de COVID19, dos quais 385 recuperados e 7 óbitos.

Artur Correia notificou que os três casos positivos do Concelho da Ribeira Grande de Santiago são importados por pessoas deportadas dos Estados Unidos, que estão em isolamento num dos hotéis da Cidade Velha.

Questionado sobre o motivo dos atrasos que têm sido registados a nível do diagnóstico das amostras nos laboratórios, o Diretor Nacional da Saúde explicou que esse atraso se deriva do aumento do fluxo de vários exames derivados de chegada de pessoas nos voos internacionais e também de outros focos da doença registados tanto em Santa Cruz quanto na ilha do Sal.

Na mesma ocasião informou que o processo de se aumentar a capacidade de diagnóstico das amostras está em curso e que todo o esforço está sendo feito no sentido de se abrir mais um ponto de diagnóstico de teste PCR na Cidade da Praia e que, brevemente, novos aparelhos de PCR vão chegar, a fim de reforçar a Praia, a ilha do Sal e a ilha do Fogo em termos de capacidade de resposta.

Assista amais informações neste link: https://www.facebook.com/ministeriodasaude.cv/videos/2022328787898954/

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados