Conferência de imprensa diária sobre COVID19 de 19 de junho de 2020

A Cidade da Praia registou, na passada sexta-feira, 19, mais uma vítima mortal, relacionada à COVID-19. Trata-se de uma jovem de 31 anos, residente na Cidade da Praia, que no passado dia 17 do corrente deu entrada no Hospital Agostinho Neto, para fazer o parto. A informação foi avançada pelo Diretor do Serviço de Controlo e Prevenção de Doenças Prioritárias da DNS, Jorge Noel Barreto, aquando da habitual conferência de imprensa sobre o balanço da evolução epidemiológica no país.

Segundo avançou Jorge Noel Barreto, a jovem que faleceu já apresentava um quadro clínico crítico, quando deu entrada no Hospital Agostinho Neto. A vítima contraiu a COVID-19 depois de ter tido contato direto com uma pessoa que já tinha sido diagnosticada com a doença. Entretanto, avançou que esta foi submetida a uma cesariana de urgência e que deu à luz a um bebé que passa bem, de momento e aproveitou a ocasião para endereçar, em seu nome pessoal e do Ministério da Saúde, condolências à família enlutada.

De acordo com Jorge Noel Barreto, até às 15 horas de hoje, os dados registados foram os seguintes:

Amostras analisadas: 172 a nível nacional.

Casos positivos: 25, sendo 24 na Praia e 1 em Santa Catarina.

Doentes ativos: 450 a nível nacional, equivalente a 53%.

Recuperados: 388, sendo 317 na Praia, 53 na Boa Vista, 8 em São Vicente, 4 em Santa Cruz, 2 no Tarrafal de Santiago, 2 na ilha do Sal, 1 em Santa Catarina e 1 em São Domingos.

Casos suspeitos: 9, sendo 4 no Tarrafal de Santiago, 3 na ilha do Sal e 2 São Lourenço dos Órgãos.

Pessoas internadas: 451, sendo 291 na Praia, 75 em Santa Cruz, 71 na ilha do Sal, 6 em Santa Catarina, 4 em Ribeira Grande de Santo Antão, 2 em São Vicente e 1 na ilha da Boa Vista.

Pessoas em quarentena: 1676, sendo 491 na ilha de São Vicente, 424 em Santa Cruz, 420 na ilha do Sal, 229 na Praia, 79 em Santa Catarina, 43 em São Domingos, 32 em Ribeira Grande de Santo Antão, 14 na ilha de São Nicolau, 14 na ilha do Maio, 10 em São Filipe, 8 na ilha da Brava, 8 em Porto Novo e 4 no Tarrafal de Santiago.

Resumidamente, o país registou, até esta sexta-feira 19, um total de 848 casos acumulados de COVID19, dos quais 388 recuperados, equivalente a uma taxa de 45,7%, e 8 óbitos, representando uma taxa de 0,94%.

O Diretor do Serviço de Controlo e Prevenção de Doenças Prioritárias da DNS frisou que a maioria dos casos positivos registados no país, até agora, são assintomáticos e que, provavelmente, mais casos poderão surgir futuramente, uma vez que é evidente que o vírus está a circular. Contudo, realçou que as pessoas devem cumprir as medidas preventivas recomendadas pelas autoridades sanitárias nacionais, a fim de se evitar a propagação do vírus.

Para mais informação segue o link da conferencia: https://www.facebook.com/ministeriodasaude.cv/videos/291545398886019/

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados