Conferência de imprensa sobre a COVID-19, de 05 de agosto de 2020

O Diretor do Serviço de Controlo e Prevenção de Doenças Prioritárias, Jorge Noel Barreto, dirigiu a conferência de imprensa, desta quarta-feira, dando conta da evolução epidemiológica da COVID-19 no país.

Os resultados das amostras analisadas, até às 15 horas deste dia, foram os seguintes:

Amostras analisadas: 298, a nível nacional.

Casos positivos: 58, sendo 22 na Praia, 19 na Ilha do Sal, 6 em Santa Catarina, 5 em Ribeira Grande de Santiago, 4 em Santa Cruz e 2 em São Salvador do Mundo.

Doentes ativos: 705, sendo 520 na Praia, 61 na Ilha do Sal, 55 em Santa Cruz, 14 em São Miguel, 13 em Santa Catarina, 12 em Ribeira Grande de Santiago, 11 em São Salvador do Mundo, 9 em Ribeira Brava, 6 no Tarrafal de Santiago, 3 em São Domingos, 2 na Ilha de São Vicente e 1 em São Lourenço dos Órgãos.

Casos recuperados: mais 25 pessoas recuperadas, nesta quarta-feira, sendo 15 na Ilha do Sal, 9 na Praia e 1 em São Miguel. Ao todo, o país regista um total de 1955 casos recuperados, até o momento.

Casos suspeitos: 30, sendo 12 em São Miguel, 6 na Ilha dos Sal, 5 em Santa Catarina, 3 em Ribeira Grande de Santiago, 1 na Praia, 1 em Santa Cruz, 1 no Tarrafal de Santiago e 1 na Ilha da Boa Vista.

Pessoas em quarentena: 419.

Resumidamente, o país contabiliza, até o momento, um total de 2689 casos acumulados da COVID-19, dos quais 1955 recuperados, equivalente a uma taxa de 72,7%, e 27 óbitos, representando uma taxa de 1%.

O Diretor do Serviço de Controlo e Prevenção de Doenças Prioritárias informou que o país registou mais 1 óbito associado à COVID-19, desta vez na Ilha do Sal, e que a vítima se trata de um individuo de sexo masculino, de 84 anos de idade e que sofria de problemas pulmonares. Barreto aproveitou a ocasião para, em nome do Ministério da Saúde e da Segurança Social, endereçar sentidas condolências aos familiares da vítima.

Relativamente ao número de reproduções (RT) registado, a nível nacional, destacou os dados dos seguintes concelhos: 1,73 no Sal; 1,34 na Praia; 1,29 em Santa Catarina; 1 em Ribeira Brava e 0,57 em Santa Cruz.

Conforme explicou, traduzindo esses dados, se o número de RT registado no Sal, por exemplo, for multiplicado por 100, o resultado seria que cada 100 pessoas infetadas estariam a infetar outras 173 pessoas. O mesmo exercício fez, por exemplo, em relação à Praia, e disse que se for traduzido o número de RT, o resultado seria que cada 100 pessoas infetadas estariam a infetar outras 134 pessoas.

No que se refere à Semana Mundial do Aleitamento Materno, que acontece de 1 a 7 de agosto, e que este ano está a ser assinalada em plena época da pandemia da COVID-19, Barreto disse que, precisamente nesta ocasião, estão a ser veiculadas na comunicação social, orientações das autoridades sanitárias nacionais sobre a importância do aleitamento materno e as medidas preventivas que as mães que amamentam devem tomar, de modo a evitar ou reduzir o risco da infeção do Novo Coronavírus, e destacou que de entre estas medidas encontram-se a utilização de máscaras e a higienização das mãos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Artigos Relacionados